We Love Fashion Blogs: a Semifinal

17/09/2014




















É hora de ajudar mais uma vez o blog no concurso que vai eleger a nova blogueira mais fashionista do país! Agora, estamos na semifinal, concorrendo com apenas 29 blogs dos 1.100 inscritos. Chegamos longe, mas ainda podemos mais! 

São dois dias para votar: hoje e amanhã (17 e 18 de setembro), clicando NESSE LINK AQUI!. Conto muito com vocês.

O desafio dessa vez foi tenso e exigiu muita criatividade: Deveríamos eleger 3 locais da nossa cidade que fossem coloridos, divertidos, originais, modernos, assim como o conceito da Petite Jolie. Ao mesmo tempo, esses lugares tinham que representar bem a nossa cidade, serem motivo de orgulho e a dica era "pensar fora da caixinha". Ah, e cada um deveria ter um texto apresentando o lugar e defendendo a ideia, com até 500 caracteres com espaço.

Ai, ai, ai... Passei por poucas e boas pra conseguir concluir o desafio. As ideias pareciam óbvias e eu queria fugir do trivial ou, pelo menos, dar outro sentido a ele. Quando a ideia parecia perfeita, o lugar tava fechado, chovia, algo acontecia... Tudo aconteceu praticamente no último dia. Foi na madrugada que tive o insight que faltava e fui virada fotografar com meu marido. Até a embratel tentou me passar a perna: passamos justamente o dia limite do desafio sem internet na cidade! Faltavam duas horas pra que eu fosse desclassificada por não ter enviado meu post quando ela voltou! Gente, foi um sufoco!  Mas fiz até um look pra cada lugar, com direito a plaquinha de localização! hahaha Depois de tudo isso, eu mereço passar, né, gente?


CIDADE VELHA, LABIRINTO DE CORES.

POR QUE? É um bairro original em duplo sentido: com casarões originais seculares e original pelo colorido dos muros, portas, janelas, grafites... Achei que daria um mosaico lindo, cheio de cor.

A DEFESA EM 500 CARACTERES: Minha cidade é cheia de cor, em suas frutas, sua flora, sua fauna. Na Cidade Velha a cor está nas ruas. Bairro que deu origem a Belém, conserva patrimônios históricos e encanta pela originalidade dos muros, janelas e azulejos das casas. Caçar cores pelas ruelas faz parte da diversão. Um lugar original em todos os sentidos! Por isso, escolhi um look colorido (e camisa de modelo Carimbó!). Afinal, assim como a Petite Jolie, todo paraense tem no DNA uma paleta infinita de cores!




















CAIRU E SUA "PALETA" DE SABORES

POR QUE? Primeiro porque os nomes das cores da coleção da Petite Jolie são milkshake de baunilha, sundae de banana, gelato de papaya... Então, isso me lembrou sorvetes! E aqui a gente tem a sorte de ter uma sorveteria que é quase um patrimônio e foge do esperado, daqueles pontos batidos em Belém.

A DEFESA EM 500 CARACTERES: Minha cidade é cheia de cor, em suas frutas, sua flora, sua fauna. Na Cidade Velha a cor está nas ruas. Bairro que deu origem a Belém, conserva patrimônios históricos e encanta pela originalidade dos muros, janelas e azulejos das casas. Caçar cores pelas ruelas faz parte da diversão. Um lugar original em todos os sentidos! Por isso, escolhi um look colorido (e camisa de modelo Carimbó!). Afinal, assim como a Petite Jolie, todo paraense tem no DNA uma paleta infinita de cores!































MANGAL DAS GARÇAS, COLORIDO E ORIGINAL POR NATUREZA

POR QUE? porque não dá pra falar de Belém sem falar da nossa maior riqueza: a natureza. Vivemos esse contato tão invejado pelo resto do mundo com o verde. Sou a única do norte no concurso, então, precisava explorar isso. Pra fazer de uma maneira menos óbvia eu fui no conceito das cores: a floresta é colorida naturalmente! É de onde muitos tiram inspiração pras artes e pra moda. E a cor que elegi pra minha cidade, assim como a Petite Jolie elegeu pras suas candidatas, foi o verde. O Mangal tem isso, mas não é como o museu, ele tem a modernidade de estrutura, a modernidade que tem a marca Petite. Lá, encontrei até flamingos que estão tão na moda!

A DEFESA EM 500 CARACTERES: Minha cidade é cheia de cor, em suas frutas, sua flora, sua fauna. Na Cidade Velha a cor está nas ruas. Bairro que deu origem a Belém, conserva patrimônios históricos e encanta pela originalidade dos muros, janelas e azulejos das casas. Caçar cores pelas ruelas faz parte da diversão. Um lugar original em todos os sentidos! Por isso, escolhi um look colorido (e camisa de modelo Carimbó!). Afinal, assim como a Petite Jolie, todo paraense tem no DNA uma paleta infinita de cores!



































Acho que consegui mostrar de maneira resumida e criativa que Belém é uma salada de cores e eu também! Agora, só falta vocês votarem! Cliquem AQUI!

Picolé de Uva nas Unhas

15/09/2014



















Desde que a Petite Jolie escolheu picolé de uva como minha cor no concurso We Love Fashion  Blogs, eu fiquei apegada a bichinha. Como nessas coincidências da vida, é uma cor que adoro (não brinca... gosto de todas!). Tanto que até a minha parede da sala, aquela que já apareceu de fundo várias vezes aqui, é roxo-berinjela! Pois é, agora, pra onde eu olho, vejo a minha cor de uva.

Fazia muito tempo que eu não ia a um salão fazer as unhas, desde o maldito acidente de skate. Quando cheguei no Adornare, depois de mil anos, dei de cara com um monte de cores novas no salão! Imagina a plebeia aqui... Mas foi este roxinho que me saltou aos olhos, claro! É de uma marca que eu não conhecia, importada, JLB. Não consegui identificar o nome da cor no vidro, não tinha, mas acho que elas são em número. Cacei no google e não achei. De qualquer maneira, o jeito é decorar o vidrinho. Se for no Adornare, é fácil: só pedir na recepção pra verem o último esmalte que fiz, o roxo. É que eles anotam as cores que cada cliente usa, fazendo um histórico, naqueles casos em que a gente quer repetir cores, legal, né?



Eu achei lindo, e vocês?

Passem lá e sigam: 
Av. Conselheiro Furtado, 1258, entre Rui Barbosa e Benjamim. Fone: (91)3351-4858
No insta: @adornare_  
No Face:  /SalãoAdornare

Kimono, Coturno e Correria

11/09/2014



















É com essa selfie  - blaaaaargh, odeio essa expressão! hahahaha - canalha que eu começo a justificar o meu breve sumiço. Andei uns dias usente aqui do blog porque tô passando por um período de correria. O que é ótimo pra quem foi obrigada a passar tanto tempo parada, né? Além de trabalho até o Círio, uns dias de arrumação violenta dentro de casa, "hóspedes novos" (peguei dois gatinhos abandonados pra cuidar temporariamente, que são cegos e tão recebendo meus cuidados), ainda tem umas novidades que tão tomando meu tempo como o Fashion Bazar! Sim, a segunda edição vai acontecer mais cedo esse ano e logo mais conto os detalhes aqui. 

E essa loucurinha momentânea é a minha justificativa pra essas fotos de hoje. Tirei em casa, no quarto, com o celular, e por isso a qualidade ruim. Nem era pra postar, mas eu sempre registro o look quando saio à noite, com a intenção de me "guardar" os detalhes pra me arrumar depois igualzinho pra fotografar à luz do dia (coisa que raramente acontece, porque, me montar de novo... preguiça). Então, pra não deixar parada a coisa por aqui, a gente precisa caçar com o que tem!

Nessa noite eu fui pra uma festinha manêêêra, a Tropikool. Fazia tréculos que não colocava os pés e a cara na rua. Era uma noite tropical, bem relax, então fui de jeans cintura alta, top cropped e pra dar um charme, kimono floral. Não posso usar salto (nem sei quando vou poder graças ao meu tornozelo), então fui de coturno. Pra fechar, muitos colares, delineador e aquele bocão vermelho. Sempre funciona, né?
































Uma foto bagaceira pra vocês, porque, afinal, hoje já é quinta!














































Kimono Lulu's / short Handara / Top Uzze / Coturno e mix de colares não lembro / bracelete da Galeria Ouro Fino (SP)



Sobre aniversário, concurso, cores e prosa

02/09/2014

Todos os anos, quando setembro dá ar da sua graça, abrindo a temporada das flores, quem comemora a primavera sou eu. Dia 1º de setembro de 1982, meu dia de comemorar a vida! Lá se vão 32 anos, gente. Ufa! A vida passa correndo mesmo diante dos olhos e se a gente não correr junto com ela, não acompanha a velocidade com que o tempo nos atropela. Esse ano tem sido atípico, lento e ao mesmo tempo, tem voado. Até agora tive algumas experiências muito ruins, perdas, pequenos testes de paciência, resignação e maturidade. Até cirurgia eu fiz. Sem dúvida, um ano de mudanças. Mas por que então comemorar aniversário? Porque esse ano eu renasci, aprendi, me reciclei. Descobri quem são aqueles com quem posso contar também. Quero mais do que nunca comemorar a vida, que é tão preciosa, ao lado de quem eu amo e quem me ama. Quero comemorar o amor. Com paciência, sei que as coisas sempre caminham pra melhores dias, melhores experiências! Sim, tenho motivos de sobra pra comemorar. Ai, ai, ai 3.2 na fuça! Eu poderia dizer que a idade tá pesando, mas seria mentira. Não tá não, me sinto ainda menina, ainda confusa, ainda precisando ser protegida. E ao mesmo tempo, mais madura, resolvida, gente grande. Sei lá, ficar velha é estranhamente bom!


Sobre as fotos de hoje:

Nos dias que antecederam meu aniversário, minha missão era cumprir o segundo desafio do concurso We Love Fashion Blogs 2, da Petite Jolie, do qual vocês sabem, estou participando. Se vocês acompanham a fan page, viram que passei pra segunda fase! Uhuuu! O desafio agora, apenas com 60 meninas é: "um look pra chamar de meu". Tinha que montar uma produção que levasse a cor que a Petite Jolie escolheu pra mim (picolé de uva) e falar sobre o meu estilo relacionando à cor, ao look escolhido, isso em apenas 500 toques! Passei a semana aflita, porque eu não sei definir meu estilo e nada que eu montava me agradava. 

Aí, na sexta-feira, dia 29, chegou em casa essa jaqueta bomber da Loja Prosa, marca nova da blogueira pernambucana que eu amo, Carol Burgo, que eu tinha comprado antes de saber a minha cor pro concurso. Como uma dessas coincidências da vida, o meu presente de aniversário havia chegado: a jaqueta da cor picolé de uva me trouxe a criatividade que eu precisava pra montar o look, às vésperas do prazo. Na etiqueta, coisas bonitas escritas por ela. A jaqueta é um verdadeiro jardim de flores, com ilustras dela! Como se eu tivesse me vestido pra esperar a primavera. Comprei tamanho G porque achei que o modelo era justo. Acho que deveria ter comprado M, mas gostei do efeito maxi, big que ficou. :) Não vou trocar, não.



















Mas, choveu no fim de semana e eu não consegui fotografar. Bateu o desespero. Chegou segunda, dia 1º, meu aniversário e penúltimo dia pra postar o desafio no site. Saí pra fotografar e o dia tava lindo, iluminado e eu também: feliz porque iria encontrar meu amigos e minha família depois. Feliz porque a roupa era linda, colorida e me deixou alegre. Mas eu ainda não sabia o que escrever sobre meu estilo. Voltei pra casa, olhei as fotos, aquela roupa que eu havia escolhido... E percebi que o movimento da Petite Jolie, #maiscorporfavor caiu como uma luva pra mim: eu sempre fui um arco íris. Não sei qual é a do meu estilo, mas sem dúvida, tem sempre muita cor! E em minha defesa eu escrevi isso:











Então, eu sou exatamente assim, há 32 anos: cheia de cor, energia, humor (mau humor também). Tenho necessidade extrema de colorir a vida de algum jeito. Eu amo viver, amar, rir alto, dançar, pular, viajar. Eu amo me sentir viva! E acho que é isso que passo ao me vestir  também. Espero que, como presente de aniversário, eu seja escolhida pelo júri pra passar pra terceira fase do concurso. Não sei ainda se será aberto a votação, se for, conto com vocês e aviso aqui! Queria ter fechado o look com um tênis lindo preto da Petite Jolie que tô de olho, mas não tem em Belém.  

Bem, parabéns pra mim, pras cores, pra vida, espero que gostem do look e torçam por mim no concurso! :)
















































































































































































































































Jaqueta Prosa, Camiseta Coca Clothing, Saia Dana Berger, bolsa do Fashion Bazar (herança da Rebeka, do blog Tules e Paetês) e o batom é misturinha do Flat Out Fabolous com Up the Amp, ambos da da M.A.C.

Existe Amor em Agosto

28/08/2014


Agosto, mês do desgosto.
Mas você, há quatro anos, mudou esse gosto.

"Não se apaixone em agosto!" Diziam: "dá azar!" O que dá azar é ouvir um conselho desses, é não se entregar, não se jogar. Entenda: no amor não se joga com o outro, no amor a gente simplesmente se joga! E eu me joguei. Conheci você, seus cachos, seu furinho no queixo e uma única covinha na bochecha quando você sorriu. Conheci seu cheiro, seu canto, seus cachorros, seu quarto azul. Sua voz rouquinha, seu violão, suas músicas. Tentei me encaixar no seu horário maluco, no seu ritmo acelerado de falar, no seu jeito manso de viver, nas suas manias. Seu signo bateu com meu. E tudo mais bateu também. O amor bateu e era agosto quando eu abri a porta.

Mas dizem que o amor muda a gente. Muda mesmo. Me mudei na mesma hora. Eu só tinha algumas roupas, um computador e meu amor mesmo. Nem cama levei. Fomos juntando tudo aos poucos: escova, cama, mesa, banho, rotina, intimidade, comida, noites em claro, idas ao supermercado, cachorros, vinho, filme agarrado, dormir na sala, brigar, fazer as pazes, desligar a luz, ver se a porta tá trancada, ih, a luz subiu, quero casar com você. O quê? 

"Não case em agosto!" Diziam: "dá azar!" Dá azar é não casar com você. E mais uma vez o amor me mudou: outra casa, um novo nome, outra vida, mais cachorro, e festa, e bolo, e choro, e buquê, e brinde e tudo o mais. Um ano se passou e lá estávamos nós: deixando agosto com o nosso gosto.

Mas dizem que o casamento muda a gente. Hoje, quatro anos depois, não somos mais os mesmos, somos como nossos pais. Mais casa, mais quarto, mais cachorro e gato. Mais sumir no fim de semana e se enfurnar na cama. Mais mania de ter mania. Guardar dinheiro em banco, porque tem aquele plano. Mais difíceis com gente, porque o nosso ritmo ninguém compreende. A casamento me mudou, mas nada mudou, entende?

Até hoje, quando agosto chega eu gosto de contar, dia a dia, a nossa própria cronologia. 18 de agosto de 2010: te conheci ao acaso. 26 de agosto de 2010: começamos um caso. 20 de agosto de 2011: eu te disse "eu caso". No meu calendário eu gosto de viver como se todos os meses do ano fossem agosto. E é assim que vai ser: um eterno agosto, eu e você.

P.S. Eu sei que esse é um diário de moda e não um diário pessoal, mas às vezes, é bom compartilhar amor. Ainda mais quando faz 1.460 dias que você está com uma pessoa especial.

































E já que esse mês é um mês de comemoração pra mim, eu deixo com vocês o meu vídeo pré-casamento, gravado há 3 anos pela Clarté Fotografia, que também foi responsável pelas fotos no dia D. Porque eu sempre me emociono quando vejo e porque algumas pessoas até hoje me mandam e-mail, perguntando sobre o meu casamento (porque foi simplesmente lindoooooooo mesmo! hihihihi). 

Quem quiser ver um pouco fotos, é só clicar AQUI


1882

26/08/2014













Não sou uma grande adepta de adereços de cabeça. Gosto de chapéu, boné, lenço, turbante, tiara, mas uso bem pouco. Confesso que passar muito tempo com coisas na minha cabeça me agoniam. Deve ser pra compensar o braço cheio de pulseiras (e o resto do corpo que vive cheio de bagulho: 500 aneis,brincos, colares..), coisa que não me incomoda nem um pouco! hahahahahahahaha Mas, vez por outra, eu arrisco uma "cabeça feita", vai. Foi o caso desse boné, que quando vi, não resisti por dois motivos: primeiro, porque a estampa dele é linda, e segundo, que 1982 foi o ano em que nasci. :)

Aí, eu saí moleca, porque mesmo à beira dos 32 anos (meu niver tá chegandoooo), é assim que ainda me sinto até hoje! E atacar de femme fatale não combina nem um pouco com meu dia a dia. Dá preguiça, sério. Misturei listras e estampas, coisa que adoro e acho que pega super bem (lembram que rolou uma semana de listras e estampas aqui no blog? no #desafioplebeia?). Aqui, rolou um mix de estampas de folhagem no boné, no tênis e na bolsa, e mesmo sendo cada uma de um jeito, misturar tudo ficou harmônico, e nada brigou com as listras. O tênis é um assunto a parte, também: ele é LINDO! Gente, paixão à primeira vista pra louca do tênis aqui. 

E vocês, gostam de sair molecona de vez em quando? E de misturar tudo?









Camisa She Inside / Macaquinho, tênis e boné Riachuelo / Bolsa Dai Bags / óculos ZeroUV / pulseiras do comércio e da Érika Mafra / colar Naisha Cardoso

Quem Disse, Berenice?: testando os produtos no meu primeiro vídeo oficial!

25/08/2014












Quando falei aqui sobre a inauguração da Quem Disse, Berenice? em Belém, prometi que ia falar sobre os produtos que comprei (isso, porque adorei todos!). Mas o que eu queria mesmo era mostrar as makes na prática, porque tem gente que - ainda - acha que maquiagem boa necessariamente é maquiagem cara ou maquiagem importada... zzzZZZZzzzzZZ... Ai, dá até sono! Amamos as makes gringas, mas também temos marcas excelentes aqui, boas e acessíveis, galere! 

E já que eu queria mostrar na prática, por que não gravar um vídeo? hohohohoho, isso mesmo, amiguinhas, superei a vergonha e resolvi me arriscar em frente às câmeras (e por trás delas, editando o bagulho). Continuo me sentindo ridícula falando pra uma câmera sozinha no quarto, tosca e pior... uma mulherzinha falando de maquiagem. hahahaha Ai, gente, não sei se isso combina comigo, mas eu tentei. E não: não tô ensinando ninguém a se maquiar no vídeo (apesar de ensinar um truquezinho pra fixar o batom!), porque o que eu queria era mostrar os produtos na pele. Pra completar, o vídeo ainda teve direito a latido de cachorro. Aproveitem e riam no final, depois dos créditos. :)




Depois de aparecer de cara lavada, empastada e ter dado ela a tapa no vídeo, eis os produtos que usei e falei aqui, com os precinhos muy amigos. Olha só:



Acho que não falei o nome do batom amado: Roxuva!
 Aproveitem pra se inscrever no canal no youtube que eu criei e aguardem mais videozinhos. Pelo menos, vou tentar! :) http://www.youtube.com/user/lulymendonca01/videos




#MaisEstampaPorFavor!: 4 macro tendências pra ter agora!

22/08/2014

Eu AMO AMO AMO AMO AMOOOOO estampas e muita cor. Ufa! Mas não é todo mundo que gosta. Em um estudo impírico feito pelo instituto CLPMB (Centro Luly de Pesquisas em Mesas de Bar), constatou-se que 9 entre 10 mulheres preferem tecidos lisos. (hehehehahah sério!) Mas desconfio que isso vai começar a mudar graças a influência da moda na vida das pessoas. Sim, as passarelas, as grifes, os estilistas tem se jogado cada vez mais nas estampas e, para minha alegria, misturado tudo também! É só olhar os editoriais de moda das revistas e fuçar na internet: uma profusão de prints novos e megacoloridos para todos os gostos. Não vai demorar para aquelas pessoas caretinhas, que tinham medo de se colorir, começarem a se aventurar no maravilhoso mundo das estampas.


Aqui, o respeitadíssimo instituto CLPMB (hehehe) selecionou 4 grupos de estampas que são macro tendências. Dentro de cada um deles, micro tendências: prints que prometem dar o que falar (ou já estão dando). Resumindo: tudo o que você precisa ter, urgente, para colorir a sua vida! Estampas para amar e ficar de olho! #maiscorporfavor! e #maisestampasporfavor!























O bicho anda solto faz tempo. Já passamos pela cara de tigre, de leão, pela coruja e agora é a fauna inteira dominando as estampas. Tem gatinhos, joaninhas, jacaré, girafinha, tudo! A Farm se jogou ao lado da Adidas, Stela McCartney, Coca-Cola, Pedro Lourenço e muitas outras marcas, incluindo nossas Fast Fashions. Mas as mais queridas do momento são os flamingos e tucanos. Pode apostar.




































A inspiração na natureza, nas árvores, folhas, flores e em tudo o que é tropical é cada vez maior. Um verdadeiro jardim no mundo da moda! Até o clássico floral se repaginou: agora a ordem é usar flores de tamanho big! Nada de estampa de florzinha fofa.


Moda pra comer com os olhos mais uma vez! Depois das frutas invadirem as estampas, chegou a vez do Fast Food Fashion! hahahaha Estampas engordiets e deliciosas de ver: sorvetinhos, donuts, sanduíches, MM´s, jujubas, chocolate... Hum! Deu água na boca... Uma diversão pra se vestir, né?



E falando em diversão, as  estampas de cartoon também invadiram o dresscode das celebridades, das fashionistas e blá blá blá. A moda é um vai e volta. Essa estampa de HQ eu usei no início dos anos 2000, na faculdade! Faz 14 anos, simplesmente. Os personagens de desenho também saíram das camisetas pra estampas geral: saias, vestidos, conjuntos. E é o Bart Simpson a grande estrela. Nunca vi tanta estampa com a carinha dele. O Hommer vai ficar rico.

E aí, se apaixonaram? Eu já vesti as minhas por aqui e vocês?





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...